top of page

Água mineral de qualidade: dicas para escolher a melhor opção

Atualizado: 9 de fev. de 2023

A necessidade e os benefícios do consumo regular de água para o bom funcionamento do nosso organismo, ficam ainda mais evidentes durante o verão. Com as altas temperaturas nosso corpo tende a perder mais líquido e repor essa perda é fundamental para evitar a desidratação. Porém, é importante escolher uma água mineral de qualidade, para evitar qualquer tipo de problema para a saúde.


Nesse post você vai saber quais são os componentes de uma água mineral de qualidade e o que deve ser observado no momento da compra para fazer a melhor escolha. Vamos lá?


O que é uma água mineral de qualidade?


A qualidade da água mineral é determinada pela quantidade e pela qualidade dos minerais que ela contém. Importante lembrar que para ser considerada água mineral natural ela deve ser obtida diretamente de fontes naturais ou por extração de águas subterrâneas e conter uma série de minerais.


Além disso, segundo a Abinam (Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais), a água mineral 100% natural não pode ter alteração de qualidade, características naturais e de pureza. Ou seja, a água mineral deve ser natural sem que nenhum elemento seja adicionado ou retirado da água. E, ainda, todas as etapas de produção, desde a captação até chegar ao consumidor final, devem obedecer a rigorosos padrões nacionais e internacionais de higiene.


A quantidade de sais minerais presentes na água mineral natural varia de acordo com a fonte de onde ela é extraída. De uma forma geral, elas contêm os seguintes elementos: cálcio, magnésio, potássio, sódio, cobre, bário, antimônio, arsênio, cádmio, chumbo, manganês, mercúrio, níquel, cromo, cianeto, borato, fosfato, bicarbonatos, sulfatos, sulfetos, nitratos, cloretos e ferro.


Quanto menos, melhor!


De acordo com especialistas, o primeiro componente a ser observado é o sódio. Para chegar ao mercado, todas as águas minerais devem ter a quantidade de sódio abaixo do limite indicado pela Anvisa, contudo é importante ressaltar que quanto menor o teor de sódio em uma água mineral melhor, principalmente para aquelas pessoas que possuem hipertensão ou problemas cardiovasculares e renais. Se consumido na medida certa, o sódio é um aliado no tratamento de doenças cardíacas, evita o cansaço e faz bem para os músculos do nosso corpo.

Caso uma água mineral contenha os componentes abaixo, o ideal é que esses também sejam em níveis baixos:

  • Cloreto

  • Vanádio

  • Sulfato

  • Bário

  • Nitrato

  • Zinco

  • Lítio


Relação entre pH e água mineral de qualidade


Muito se fala em optar por uma água com pH acima de 7, portanto mais alcalina. Mas será que o pH tem alguma relação com a qualidade da água?

A resposta é: não!


O pH é medido em uma escala de 0 a 14 que determina se ele é ácido, neutro ou básico (alcalino). Os ácidos são mais próximos a 0, já os básicos mais perto de 14. Os neutros são os com pH 7 ou aproximado a este valor.


O pH da água varia de acordo com a fonte onde ela é coletada. Esse valor serve como um parâmetro operacional e tem funcionalidade apenas para a classificação, por isso, ele não tem qualquer relação com a qualidade ou potabilidade de uma água.


Não existe um Ph ideal para a água mineral de qualidade, afinal ser ácida ou alcalina não influencia na nossa saúde. Por um motivo simples: ao chegar ao estômago, que tem pH ácido, ela é naturalmente neutralizada e o sangue só recebe o resultado da ingestão da água após passar pelo sistema digestivo.


O que observar na embalagem?


Não são apenas os componentes que garantem uma água mineral de qualidade. Ao escolher um produto você deve observar aspectos como a armazenamento correto das embalagens, entre outros:

  • Validade: Apesar de que água mineral não tem prazo de validade, ao ser armazenada, outros componentes começam atuar e com o tempo, pode ser que as características da bebida envasada mudem. Por isso, verifique o prazo de validade, que costuma ser de 12 meses para água mineral sem gás e de aproximadamente 6 meses para água com gás.

  • Tampa: veja se está bem lacrada. Você pode fazer um teste simples: vire a garrafa e aperte o fundo. Se a tampa encher, é porque já foi aberta.

  • Denominação: há águas que parecem água mineral natural quando na verdade são águas purificadas com adição de sais minerais. Então se quiser comprar a que veio direto do aquífero, basta ler o rótulo e garantir que esteja escrito água mineral natural


Agora que você já sabe como escolher uma água mineral de qualidade, é só acessar a loja virtual da Água Mineral Santa Rita e escolher qualquer um dos produtos com a tranquilidade de receber em casa água mineral natural de qualidade.


Afinal, a Água Santa Rita é uma água naturalmente mineralizada pelo contato com rochas subterrâneas, que brota na superfície e é conduzida da sua fonte por uma tubulação de inox até a linha de envase, garantindo assim a qualidade nas mesmas condições de sua origem.



1.821 visualizações0 comentário
bottom of page