Consumo de água na terceira idade previne confusão mental e problemas de saúde

O consumo de água na terceira idade pode influenciar em vários fatores, inclusive causar confusão mental. Por isso, para manter a memória em dia, na terceira idade, a dica é simples: beba água!


Mas, há outros pontos que precisam de atenção. O consumo de água na terceira idade diminui, não necessariamente por problemas de memória, mas porque a pessoa não sente sede. Esse “esquecimento” de beber líquidos começa por volta dos 50 anos, e faz parte do processo natural de envelhecimento. Nesse estágio da vida, o corpo humano possui apenas cerca de 50% da água que precisaria.


Quando se pergunta qual a principal causa de confusão mental na terceira idade, muitos podem pensar em doenças como tumor cerebral ou alzheimer, no entanto, poucos pensam na resposta mais simples: a falta de água.


Por isso, neste post, vamos falar sobre a importância da água na terceira idade e dicas de como manter a memória em dia nessa fase da vida.


Leia mais: Longevidade saudável: 9 dicas para alcançar


Como o consumo de água afeta a memória?


Não apenas na terceira idade, mas em qualquer fase da vida, a desidratação pode causar confusão mental e favorecer esquecimentos. No entanto, o cuidado deve ser ainda maior com os idosos, uma vez que eles possuem organismos menos hidratados e ainda, o agravante de não sentirem sede.


Vale lembrar que mais de 70% do corpo humano é composto por água e por isso ela é essencial para o bom funcionamento do nosso organismo. Sangue, células e órgãos vitais dependem de água. E, com o cérebro não é diferente, ele é composto em sua maior parte por água e necessita dela como um combustível para o seu pleno funcionamento.


Quais são os sintomas de desidratação/ falta de água?


Devido ao baixo consumo de líquidos e, especialmente a água, muitos idosos acabam desenvolvendo um quadro de desidratação. Por isso, vale se atentar para alguns sintomas:

  • Diminuição das lágrimas e saliva, que levam a olhos e boca mais secos;

  • Taquicardia

  • Irritabilidade

  • Falta de energia e de força

  • Confusão mental

  • Sede

  • Queda de pressão arterial

E, em casos mais graves, a desidratação pode levar à falência de órgãos vitais e até à morte. Por isso, este é um tema tão importante e, ao menor sinal de desidratação, ofereça água ao idoso e procure um serviço de saúde.


Saiba mais sobre os sinais de desidratação e os malefícios que ela pode causar ao corpo


E, mesmo que muitas dessas informações já sejam conhecidas, esse é um problema muito comum, especialmente em tempos mais quentes e secos, como o verão.


Por isso, vale lembrar algumas dicas para facilitar o consumo de água na terceira idade:


Aplicativos para o celular ou lembretes no papel

Para aqueles que possuem maior facilidade com o uso de aparelhos celulares, baixa um app que ajude a acompanhar o consumo de água, pode ser uma boa ideia. Existem diversos aplicativos com essa função e que podem ser baixados gratuitamente. E, mesmo que opte por não baixar nenhum aplicativo, programar o despertador a cada 1h, por exemplo, pode funcionar como um bom lembrete.


Mas, se a pessoa não tem muita familiaridade ou não gosta de usar o celular, uma outra alternativa é utilizar os lembretes no papel mesmo. Post-its ou um papelzinho na geladeira, podem ser boas ideias.


Garrafinhas sempre à mão


Para facilitar o consumo de água, garanta o acesso fácil à água. Com uma garrafinha por perto, fica sempre mais fácil de lembrar de dar alguns goles durante o dia, não é mesmo?


Esperamos que esse texto tenha ajudado você a entender a importância sobre o consumo de água e como ela pode influenciar na memória e funcionamento do nosso corpo. Tem alguma dúvida ou quer pedir algum conteúdo exclusivo? Entre em contato a gente, vamos adorar ouvir você :)




Posts recentes

Ver tudo