Qualidade da água e higiene no preparo de alimentos

5 de novembro de 2018. Categoria(s) Saúde

Qualidade-da-água-e-higiene-no-preparo-de-alimentos

A água é indispensável na culinária. Seja para lavar os alimentos ou cozinhá-los, é necessário se preocupar com a qualidade da água. Isso é fundamental para a saúde e bem-estar de quem irá consumir a comida preparada.

Na indústria de alimentos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é responsável por inspecionar a qualidade da água. Já nas produções de alimentos em casa, é preciso usar água potável e verificar se ela não apresenta sabor, cheiro e cor, além de outras substâncias que possam ser vistas nela.

Entenda a importância da qualidade da água no preparo de alimentos

No momento do preparo das refeições, as pessoas costumam se preocupar bastante com a higiene, porém esquecem de verificar a procedência da água.

A qualidade da água é muito importante na alimentação. O ideal é utilizar água potável – mineral ou filtrada – para cozinhar. Apesar de a água que chega na torneira ser considerada potável na maioria dos lugares, sua qualidade pode ser comprometida pela falta de manutenção das redes de saneamento e nos reservatórios. Mesmo usando água filtrada, muitas vezes a quantidade de alguns elementos, como o cloro, acaba modificando o sabor da comida. Nesse caso, optar pela água mineral é a melhor saída.

Para a higienização dos alimentos, a medida mais importante é utilizar água potável. No caso dos industrializados, o ideal é apenas lavá-los e deixar a água escorrer. Já os crus devem ser colocados numa mistura de um litro de água com uma colher de sopa de água sanitária e deixados nela por 15 minutos, que é o tempo necessário para matar as bactérias. Depois disso, é só enxaguá-los.

Nas bebidas, além da água utilizada para prepará-las, é preciso ficar atento ao gelo. Frequentemente não sabemos a procedência e a qualidade da água que foi congelada e acabamos ingerindo água de má qualidade.

Outras medidas de higiene no preparo de alimentos

Além da qualidade da água, outras medidas de higiene são importantes para garantir uma alimentação saudável. É importante, por exemplo, evitar o uso de acessórios como anéis e pulseiras durante o preparo da comida, porque eles podem estar carregando bactérias.  

As mãos costumam estar entre os principais focos de contaminação, por isso precisam ser bem higienizadas. É importante lavá-las muito bem antes de mexer em alimentos, além de estar com as unhas limpas e cortadas. Cabelos precisam ser curtos ou estarem presos e barbas e bigodes também devem estar aparados.

Deve-se prestar atenção também nos itens que ficam na cozinha. As esponjas, por exemplo, costumam juntar resíduos de alimentos e umidade, sendo ideais para a proliferação de bactérias. Para evitar essa situação, elas devem ser trocadas toda semana. Os panos de prato também acumulam sujeira e não se deve secar as mãos neles.

As pias precisam ser bem lavadas e, preferencialmente, sempre após o preparo de alguma comida, usando detergente e removendo o excesso de água.

Quando não há cuidado com a higiene, a comida e a água podem virar transmissores de substâncias tóxicas, de fungos e de bactérias. Dentre as patologias causadas por isso, estão o botulismo e a cólera, entre as mais graves, e hepatite A, toxoplasmose e salmonella entre as mais comuns. Alguns dos sintomas são dores abdominais, náusea, diarreia e febre. Fique atento: se apresentar algum desses sintomas, procure um médico.

Continue acompanhando o nosso blog para mais dicas sobre a água, alimentação, saúde e bem-estar. Indique o conteúdo a um amigo e nos siga nas redes sociais!