11 mitos e verdades sobre a água

9 de agosto de 2016. Categoria(s) Saúde

mitos e verdades sobre a água

Água com gás engorda? Beber água demais faz mal? A água atrapalha a digestão? São muitos os mitos e verdades sobre a água. Muitas coisas que ouvimos no nosso dia a dia não passam de crendices populares passadas de geração para a geração. Mas algumas têm, sim, um fundo de verdade e devem ser escutadas com atenção.

11 mitos e verdades sobre a água

Para ajudar nisso, separamos alguns mitos e verdades sobre a água para que você não deixe de beber esse líquido essencial na manutenção das funções vitais do nosso organismo, desde regular a temperatura, até fazer limpeza e transporte de nutrientes pelo corpo.

1) Tomar água ajuda a emagrecer

Parcialmente verdade. Um dos mitos e verdades sobre a água mais famosos, é este. Tomar água em si não emagrece. Mas se ingeridos dois ou três copos de água antes de uma refeição eles produzem uma sensação de saciedade que ajudam a controlar a fome na hora de comer.

2) Beber água gelada queima calorias

Verdade. O corpo humano queima calorias para regular a própria temperatura, processo chamado de termogênese. Por isso, ao consumir um líquido que está, em média, 32ºC abaixo da nossa temperatura corpórea faz com o nosso metabolismo funcione mais rápido e acelere a queima de calorias. Segundo nutricionistas, no entanto, a perda calórica é mínima: 17 calorias para cada 500 ml de água gelada consumidas.

3) Água com gás engorda o mesmo que refrigerantes

Mito. O que engorda no refrigerante é a quantidade de açúcar presente no líquido, não o gás carbônico. A água com gás tem a mesma quantidade de calorias da água mineral natural: zero.

4) Beber água durante as refeições atrapalha a digestão

Mito. Segundo especialistas, o consumo de até 500 ml de líquido não atrapalha o processo digestivo. Mais do que essa quantidade pode acarretar alguns problemas por produzir muitas enzimas digestivas e diminuir a absorção de nutrientes. Outra possibilidade é com pessoas portadoras de refluxo gastroesofágico, que ao beberem água durante a refeição sentem com mais facilidade a pressão dentro do estômago e podem ter os sintomas acentuados.

5) Eu posso passar mal por beber muita água

Verdade. Os rins filtram em média 800 ml a 1.000 ml de água por hora. Se a quantidade consumida em uma hora exceder esse número e não for utilizada para outras funções – como regular temperatura ou repor líquidos após a prática de exercícios físicos – é possível o risco de hiponatremia, que é queda do nível de sódio no sangue a níveis perigosamente baixos. Essa situação pode causar confusão, torpor e até convulsões.

6) Devo beber água mesmo sem ter sede

Verdade. Sentir sede já é um aviso do corpo de que a quantidade de água está abaixo do ideal desejado para a manutenção das funções vitais, ou seja, uma pré-desidratação. A recomendação é de que se beba, ao menos, dois litros de água diariamente com ou sem sede.

7) A água com gás hidrata menos do que a natural

Mito. Não existem estudos que ratifiquem essa hipótese. Segundo especialistas, as duas têm a mesma capacidade de hidratação.

8) Água gelada é mais eficiente para matar a sede

Mito. A saciedade em relação à sede é garantida pela quantidade de água ingerida, não pela temperatura dela. O que pode variar é a sensação na boca, que é bastante pessoal, ou a temperatura externa, que é amenizada temporariamente por um líquido gelado.

9) Posso cozinhar alimentos com água da torneira

Verdade. As águas tratadas pelos sistemas de abastecimento público, aquele que chega em grande parte das casas no país, é própria para o consumo. O único ponto a ser observado é se o encanamento está devidamente limpo e desinfetado para que essa água continue sem contaminações.

10) Água engarrafada tem prazo de validade

Verdade. A água na fonte não tem prazo de validade, mas ao ser engarrafada ela fica exposta ao armazenamento incorreto, o que, após determinado tempo, pode deixá-la imprópria para o consumo. Por isso, as águas minerais em garrafas de plástico costumam ter o prazo de validade em torno de um ano. Já as com gás nesse mesmo recipiente têm validade de seis meses.

11) Quem consome muito sal ou açúcar sente mais sede

Verdade. O sal e o açúcar são facilmente absorvidos pelo intestino, chegando à corrente sanguínea. Lá, eles alteram os níveis do sangue e iniciam um processo de osmose, quando o líquido sai de outras estruturas com mais água para uma de menos. Isso faz com que o indivíduo tenha sede para suprir a falta de água nas estruturas orgânicas que “emprestaram” água.

CTA_rotulo