top of page

Entenda como a água influencia a saúde dos rins

Atualizado: 9 de fev. de 2023

Milhões de pessoas no Brasil sofrem com problemas nos rins. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, cerca de 10 milhões de brasileiros têm alguma disfunção renal, e destes, cerca de 140 mil pacientes precisam de diálise.


Os rins podem ser afetados por uma série de doenças como: infecção urinária, cálculo renal, obstrução urinária, tumores renais malignos, cistos renais e a doença renal crônica (DRC), problema mais grave e que é também uma das principais causas de morte no Brasil.

Uma das maneiras mais simples e eficazes para manter o bom funcionamento renal é beber pelo menos 2,5 litros de água por dia, tendo em vista que os rins necessitam de aproximadamente 80% de água para realizarem as suas principais funções:

  • Filtrar e eliminar as toxinas do sangue;

  • Regular a formação do sangue e dos ossos;

  • Regular a pressão sanguínea;

  • Controle do balanço químico e de líquidos do corpo.

Neste post vamos mostrar quais os principais sintomas de problemas renais, explicar porque na maioria das vezes quando o diagnóstico é feito os órgãos já estão doentes, além de apontar os hábitos que devem ser adotados - entre eles beber água com regularidade - para prevenir doenças renais.

Meus rins estão funcionando bem?

Responder a essa pergunta não é algo simples, nem mesmo para os especialistas. Para um diagnóstico preciso, que determine inclusive o nível de prejuízo nas funções renais, o médico pede a realização de exames de sangue e urina, nos quais vai observar o aumento na concentração de uréia, creatinina e potássio. Pode ainda ser necessária a indicação de exames de imagem como ressonância magnética, ultrassom ou tomografia computadorizada para avaliar o estado dos rins.

Um dos grandes desafios no tratamento das doenças nos rins é que elas são silenciosas, ou seja, não se manifestam em estágios iniciais. De acordo com os especialistas, os sintomas costumam aparecer quando o órgão atinge cerca de 85% a 90% de comprometimento. Por isso é importante ficar atento a alguns sintomas que podem indicar que algo não anda bem:

  • Sentir-se mais cansado e ter menos energia

  • Apresentar problemas para se concentrar

  • Pouco apetite

  • Problemas para dormir

  • Cãibras musculares à noite

  • Pés e tornozelos inchados

  • Inchaço ao redor dos olhos

  • Pele seca e com coceira

  • Necessidade de urinar com mais frequência, especialmente à noite

Alguns grupos de pessoas têm maior propensão a desenvolver problemas renais crônicos, por isso, quem tem hipertensão, diabetes, pressão alta e obesidade, deve realizar exames periódicos, como urina e creatinina sérica.


Pedras nos rins: água é grande aliada na prevenção


Enquanto a DRC pode ser descoberta por meio de sintomas mais brandos, o cálculo renal, ou pedras nos rins, se manifesta por meio de dor intensa na lateral do abdômen e nas costas, que pode vir acompanhada de náuseas.


O nome popular - pedras nos rins - descreve de maneira simples o problema. Se não repomos a água perdida pelo organismo, os rins trabalham menos, o que favorece o acúmulo de sais e proteínas e o surgimento de formações rígidas, as “pedras”.


O excesso de sódio e condições genéticas, também contribuem para a formação dos cálculos nos rins, mas os especialistas afirmaram que manter a hidratação em dia, bebendo água regularmente, é a medida mais importante para prevenir as pedras nos rins.


As pedras nos rins podem passar despercebidas, as crises de dor acontecem quando elas se movimentam e descem pelo canal da uretra. Vale ressaltar que mesmo que sejam eliminadas, é importante procurar um médico para descobrir o que causou o problema e evitar novas crises.


Como manter os rins saudáveis


Além do consumo regular de água, fundamental para o bom funcionamento dos rins, os médicos indicam outros hábitos que devem fazer parte da nossa rotina para evitar que as funções renais sejam prejudicadas:

  • Só tomar remédios com indicação do médico, porque muitos medicamentos exigem um funcionamento exagerado dos rins, já que devem ser eliminados pela urina;

  • Manter uma dieta com pouco sal e pobre em gorduras;

  • Praticar exercício físico pelo menos 3 vezes por semana;

  • Evitar o cigarro e o álcool.

E agora a pergunta que fica é: você está com a hidratação em dia para ajudar seus rins a funcionarem bem? Esperamos que sim :)

Aproveite para compartilhar esse conteúdo com sua família e amigos, assim todos ficam por dentro desse assunto tão importante para a nossa saúde. E para que você tenha sempre à mão uma água mineral com baixa concentração de sódio é só visitar nossa loja virtual e receber a sua Água Mineral Santa Rita em casa :)

Até a próxima!






60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page