Kombucha: benefícios e dicas de receitas simples

24 de outubro de 2019. Categoria(s) Receitas, Saúde

kombucha Agua Mineral Santa Rita

kombucha Agua Mineral Santa Rita

Kombucha é uma bebida probiótica, comumente feita a partir de chá verde ou chá preto. Possui vários benefícios à saúde e, por isso, têm ganhado cada vez mais espaço.

A bebida, que é chamada por muitos, de refrigerante saudável, já está presente em muitas das lanchonetes, restaurantes e lojas de produtos naturais presentes no Brasil.

Nesse texto, vamos falar um pouco sobre os benefícios da Kombucha e ainda, daremos algumas dicas para que você possa fazer a sua própria bebida.

Benefícios da Kombucha

Além de saborosa, existem inúmeros benefícios da kombucha. Alguns deles são:

  1. Sistema Digestivo

A Kombucha possui alto teor de ácidos, probióticos e enzimas que são benéficos à saúde. Essas características contribuem para a digestão e ajudam a evitar mal-estares digestivos.

  1. Sistema Imunológico

Pode ser considerada benéfica ao sistema imunológico devido aos seus efeitos antioxidantes, que previnem radicais livres. Acredita-se que os ácidos liberados pela kombucha, aliados à vitamina C são os principais segredos para proteção de danos celulares e doenças inflamatórias.

  1.  Energia

A base da kombucha são os chás estimulantes como chá verde, chá preto ou chá mate. Esses chás possuem cafeína e, devido ao processo para criação da kombucha, liberam ferro, que estimula a produção de energia.

  1. Perda de Peso

Alguns estudos recentes sugerem que a kombucha auxilia no metabolismo e a controlar o acúmulo de gorduras no corpo. Desta maneira, além de todos os seus benefícios, ela pode contribuir para a perda de peso.

 

> Leia também: Benefícios do kefir de água: saiba tudo sobre a bebida

 

Receitas e Dicas

Existem diversas receitas diferentes sobre como fazer a Kombucha. Aqui, separamos algumas dicas, para que você possa fazer a sua própria Kombucha. 

Vale lembrar que normalmente são realizados dois processos distintos: 

  • A primeira fermentação, que utiliza basicamente: Água, Chá, Kombucha e Scoby. Você consegue fazer essa primeira etapa em alguns minutos, mas essa ‘mistura’ deverá descansar em torno de 5 a 14 dias (Este tempo pode variar de acordo com a temperatura do ambiente e a época do ano). Portanto, tenha paciência 🙂  
  • A segunda fermentação: passado o período da primeira fermentação, você pode fazer uma segunda fermentação, utilizando suco concentrado ou pedaços de fruta, de acordo com o seu gosto. E, após esse processo, a bebida descansará novamente por aproximadamente 4 dias. 

 

Para fazer o primeiro processo de fermentação da Kombucha você vai precisar de:

1 –  Água Mineral Santa Rita 

A base da kombucha é o chá preto (verde ou mate) e para garantir a qualidade da bebida é preciso – antes de mais nada – que você utilize água de boa qualidade para o preparo. O ideal é utilizar água mineral pura e sem cloro. Você pode conferir aqui a composição da nossa água! 

Além disso, a higienização dos vidros onde a bebida será armazenada e outros artefatos (funil, peneira, etc) também deve ser realizada com água livre de contaminações.

DICA: Para o processo de criação da kombucha/ fermentação, os plásticos são mais indicados do que os metais. Portanto, se possível, dê preferência a este tipo de material. 

2 – Scoby ou Mãe de Kombucha:

SCOBY (Symbiotic Culture Of Bacteria and Yeast) ou Cultura Simbiótica de Bactérias e Leveduras. É, na verdade, uma colônia de bactérias que pode ser utilizada como base para diversos alimentos e bebidas. Tem aspecto gelatinoso, que se assemelha à uma água-viva.

DICA: Existem algumas maneiras de adquirir esse Scoby, uma das possibilidades é comprar este produto em lojas de produtos naturais – especialmente pela internet. Porém, assim como acontece com alguns cultivadores de Kefir, existem fóruns de doadores de Scoby e, desta maneira, você pode adquiri-lo gratuitamente. Existem vários fóruns, e aqui temos dois exemplos deles: Grupo Kefir de Leite e Grupo Probióticos Veganos

3 – Kombucha pronta

É o líquido que virá junto com o Scoby. Você deverá mantê-lo junto com o Scoby para seguir com o procedimento. 

4 – Chá 

Os chás mais utilizados são os cafeinados, como o chá verde, chá preto ou chá mate. 

E, embora o primeiro processo de fermentação da kombucha seja realizado apenas com chá, você também pode utilizar, em uma segunda fermentação, algum suco concentrado ou pedaços de fruta, de acordo com o seu gosto. 

5 – Açúcar comum

Embora não seja o mais recomendado normalmente, quando o assunto é kombucha o açúcar comum é o mais recomendado por possuir mais carboidrato e favorecer o processo de fermentação.

DICA: a quantidade de açúcar dependerá diretamente da quantidade de chá que será utilizada para produzir a kombucha. Para 2 litros de chá serão utilizadas, aproximadamente, 8 colheres de sopa de açúcar branco. 

 

Finalizando o primeiro processo: 

Agora, você deve manter a mistura em um recipiente de vidro e cobrir com voal ou outro tecido que permita a entrada de ar. Depois disso, deverá esperar em torno de 5 a 14 dias, fora da geladeira. Como já falando, este tempo pode variar de acordo com a temperatura do ambiente e a época do ano.

DICA: É comum que durante o processo surja um novo Scoby (mãe de kombucha) e, se você deseja fazer mais kombucha não deve retirar todo o líquido da primeira fermentação do recipiente, pois assim evitará que o Scoby seque e você não possa mais utilizá-lo!

 

O Segundo processo de fermentação: 

Neste processo, basta você coar a bebida obtida a partir do primeiro processo (coar e retirar o scoby). Depois disso, você adiciona o suco concentrado ou fruta da sua preferência e aguarda aproximadamente 4 dias fermentando. Depois disso: kombucha pronta! 

DICA: Quanto mais espaço você deixar entre o líquido e tampa, menos gaseificada ficará a sua bebida. Portanto, se você deseja deixar a kombucha semelhante a um refrigerante, garanta que a garra esteja cheia até o final. 

 

Por fim, vale ainda alguns alertas:

  • Devido ao processo de fermentação, a kombucha possui um teor alcóolico que, embora baixo, é importante que ao consumir você esteja ciente de que ele existe.
  • Qualquer dúvida aprofundada sobre os benefícios da kombucha para a sua saúde ou ainda como aliar o consumo da bebida à sua dieta, devem ser verificadas diretamente com um nutricionista de sua confiança. 

Esperamos que você tenha gostado do nosso texto! E, caso tenha sugestões sobre os conteúdos que deseja ver por aqui, mande uma mensagem pra gente 🙂 

 

> Veja também:  Infográfico Gratuito: 10 doenças que podem ser prevenidas bebendo água