top of page

Intoxicação alimentar: entenda porque precisamos nos manter hidratados

A intoxicação alimentar ocorre quando ingerimos alimentos ou bebidas contaminadas por micro-organismos prejudiciais à saúde. Esses micróbios podem ser encontrados em diferentes tipos de alimentos, como carnes cruas ou mal cozidas, ovos, leite não pasteurizado, vegetais mal lavados, entre outros.


Há medidas de higiene que podem ajudar na prevenção do contato do organismo com esse tipo de contaminação, e hoje vamos mostrar que ingerir água e se manter hidratado também são importantes.


Principais causas e sintomas da intoxicação alimentar


A intoxicação alimentar também é chamada de gastroenterite, e suas causas mais comuns são a contaminação por bactérias, vírus, parasitas e produtos químicos presentes nos alimentos. A má higiene pessoal e dos utensílios utilizados na preparação e armazenamento dos alimentos, assim como a falta de conservação adequada, são fatores que contribuem para a contaminação. Além disso, o consumo de alimentos mal cozidos ou crus, o armazenamento prolongado em temperatura inadequada e o consumo de alimentos vencidos também podem levar à intoxicação alimentar.


Os micro-organismos mais comuns presentes nas intoxicações são as bactérias Salmonella enteritidis, Escherichia coli, Staphylococcus aureus; vírus adenovírus, calicivírus, norovírus, rotavírus; e parasitas como platelmintos, nematelmintos e protozoários.


Os sintomas da intoxicação alimentar podem variar dependendo do tipo de micro-organismo que causou a contaminação, mas em geral incluem náusea, vômito, diarreia, dor no estômago e até febre, calafrios e dores musculares. É importante se manter atento à evolução dos sintomas e, sempre que necessário, consultar um médico.


Como prevenir a intoxicação alimentar?


Para prevenir a intoxicação alimentar, é importante observar algumas medidas de higiene na manipulação e preparo dos alimentos. Lavar as mãos antes de cozinhar ou comer, higienizar bem frutas, verduras e legumes, cozinhar carnes e ovos completamente e armazenar alimentos adequadamente são algumas das precauções que podem ser tomadas para evitar a contaminação.


Entretanto, mesmo seguindo todas as precauções, às vezes ainda é possível contrair uma intoxicação alimentar. Nesses casos, os tratamentos para aliviar a dor de estômago podem incluir antibiótico ou outro medicamento prescritos pelo médico. Porém, geralmente, o mais indicado é uma dieta leve e a ingestão de água para evitar a desidratação.


A importância da hidratação em casos de intoxicação alimentar


Manter o corpo hidratado é fundamental para prevenir a intoxicação alimentar, já que a água é essencial para o bom funcionamento do organismo e ajuda a eliminar as toxinas presentes no corpo. Quando está desidratado, o organismo fica mais vulnerável aos efeitos dos micro-organismos presentes nos alimentos contaminados.


Uma das consequências da intoxicação alimentar é a perda de líquidos através do vômito e da diarreia, o que pode levar à desidratação. A desidratação, por sua vez, pode agravar ainda mais os sintomas da intoxicação. Portanto, a ingestão abundante de água ajuda a repor os líquidos perdidos e a prevenir a desidratação.


A hidratação adequada também ajuda a evitar a constipação intestinal, que pode contribuir para a proliferação de bactérias no intestino. Quando as fezes permanecem muito tempo no intestino, elas podem se tornar um ambiente propício para o crescimento de bactérias nocivas, como a E. coli.


Beber água ajuda a reduzir a acidez estomacal, o que pode proteger o revestimento do estômago contra as bactérias que causam a intoxicação alimentar. Além disso, a água é fundamental para manter a temperatura corporal adequada, especialmente em casos de febre, que pode ser um sintoma em casos mais graves.


Hidratação: um hábito para além dos casos de intoxicação alimentar


A verdade é que a hidratação é essencial para o bom funcionamento do organismo como um todo. Beber as quantidades adequadas de água para o seu peso e idade diariamente pode fazer toda a diferença tanto na prevenção de problemas de saúde, quanto na recuperação. A hidratação é essencial para manter o corpo saudável e proteger o sistema imunológico.


O corpo humano é composto principalmente de água, e a desidratação pode prejudicar o funcionamento adequado dos órgãos e sistemas, incluindo a resposta imunológica. Quando o corpo está desidratado, há uma diminuição na produção de anticorpos e uma diminuição na atividade dos glóbulos brancos, que ajudam a combater infecções.


Portanto, em caso de intoxicação alimentar é fundamental manter-se hidratado, ingerindo água com frequência, para repor os líquidos perdidos e evitar complicações decorrentes da desidratação.




707 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page