Entenda o pH da água

11 de outubro de 2016. Categoria(s) Sem categoria

pH da água

O pH da água tem apenas duas letras, mas é envolto em mitos e um punhado de controvérsia. Isso porque muitas informações sobre esse termo são transmitidas com pouco cuidado e associadas a pesquisas inconclusivas.

Neste post vamos desmistificar algumas dessas afirmações e explicar o que realmente é o pH e o que ele determina.

O que é o pH da água?

pH significa potencial hidrogeniônico, ou seja, a concentração de íons de hidrogênio (H+) presentes na água. Eles são formados da dissociação da molécula de água que entra em contado com hidrogênio, criando assim um íon.

Ele é medido em uma escala de 0 a 14 e dependendo do valor é considerado ácido, neutro ou básico (também chamado de alcalino). Os ácidos são mais próximos a 0, já os alcalinos mais perto de 14. Os neutros são os com pH 7 ou aproximado a este valor.

O pH da água pode variar bastante devido às diferentes fontes onde ela pode ser coletada. Por exemplo, a passagem por rochas naturais de diferentes composições assim como a presença ou não de gás carbônico podem influenciar os valores de pH da água.

O pH tem relação com a qualidade da água?

O pH da água é um parâmetro operacional e tem funcionalidade apenas para a classificação, por isso, ele não tem qualquer relação com a qualidade ou potabilidade de uma água.

No sistema de distribuição de água, a portaria 2914 do Ministério da Saúde determina que o pH fique entre 6 e 9,5. Isso é um mecanismo para facilitar as diferentes etapas do tratamento de água, garantir a desinfecção considerada satisfatória e impedir a corrosão da canalização responsável pela distribuição de água.

Para águas minerais não há o pH ideal para ela, afinal ser ácida ou alcalina não influencia em nada a saúde humana. De acordo com especialistas da Associação Brasileira da Indústria da Água Mineral (Abinam), a interferência do pH da água no corpo humano é nula (independente se no suco gástrico, no pancreático ou até mesmo no sangue).

Por isso, informações como “beber água alcalina auxilia na regulação da acidez do sangue” ou que “águas alcalinas são antioxidantes” devem ser descartadas sumariamente. Até porque o sangue só receberá o resultado da ingestão da água após passar pelo sistema digestivo.

PH da água engarrafada

As águas minerais engarrafadas costumeiramente têm pH entre 4 e 9, sendo que as com presença de gás carbônico costumam ser consideradas mais ácidas pela tabela de pH. Tanto a Legislação Nacional (criada pela Anvisa e Departamento Nacional de Produção Mineral) quanto às normas da Codex Alimentarius (da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmam que as águas mesmo fora desses valores são próprias para consumo humano.

 

CTA_rotulo