Dicas de saúde para o outono e o inverno

28 de fevereiro de 2017. Categoria(s) Saúde

dicas de saúde

Com o fim do verão o calor insuportável abre espaço para as temperaturas mais amenas do outono e do inverno. A mudança no clima faz com que o corpo humano fique mais vulnerável e são muito comuns os casos de gripes e resfriados, amigdalites e dores de ouvido, além de todos os tipos de alergias e doenças crônicas (asma, rinite, pneumonia, bronquite e sinusite). É preciso ter atenção redobrada neste período para evitar qualquer tipo de problema. Por isso, reunimos neste post algumas dicas de saúde para você passar ileso por essa época do ano.

18 dicas de saúde para o outono e o inverno

1 – Beba muita água

A dica número 1 diz respeito a manter a hidratação do corpo. Quando chega o inverno as pessoas não sentem tanta sede porque as temperaturas estão mais baixas, mas é preciso prestar atenção, porque o ar está mais seco. Beber água vai ajudar a manter a sua saúde em dia, a deixar o seu corpo funcionando bem e a sua pele mais bonita.

2 – Mantenha uma dieta equilibrada

A alimentação saudável e equilibrada é extremamente importante na manutenção da saúde. Por isso, aposte em alimentos ricos em vitamina C (laranjas e outras frutas cítricas), além de frutas e verduras, pois elas contêm vitaminas, minerais e antioxidantes que fortalecem o sistema – e a imunidade. Evite gorduras e dê preferência a carnes leves e cereais, pois eles contêm zinco – a carência deste mineral baixa a imunidade, afeta a memória e é uma das causas da infertilidade..

3 – Pratique exercícios físicos

As baixas temperaturas às vezes nos fazem pensar duas vezes antes de sair de casa para praticar algum tipo de exercício, mas eles são muito importantes para a manutenção da saúde. Fazer alongamentos, por exemplo, evita cãibras, dores musculares e nas articulações.

4 – Vista roupas adequadas

Vista-se de acordo com a temperatura e fique atento também às variações de frio e calor. Normalmente, em casa, no trabalho ou em locais fechados a pessoa sente calor, mas precisa colocar as roupas quentes novamente na hora de sair destes ambientes.

5 – Aqueça a garganta

Chás e bebidas quentes são ideais para aquecer a garganta. Não esqueça também de usar os tradicionais cachecóis. Atitudes como estas podem prevenir dores de garganta e ajudar a combater resfriados e amigdalites.

6 – Não esqueça do protetor solar

Apesar de trazer um alento às baixas temperaturas, o sol pode ser um inimigo nesses tempos de frio. Assim como no verão, ele pode causar queimaduras graves na pele. Por isso não esqueça de passar protetor solar também no outono e no inverno.

7 – Hidrate a pele

A pele fica mais seca no outono e no inverno, e isso pode acarretar rachaduras e irritações que desenvolvem alergias na pele. Use hidratantes específicos para o rosto e para o corpo. Evite banhos quentes, porque eles favorecem o ressecamento da pele.

8 – Evite usar sapatos fechados e meias o dia todo

Quando possível, dê preferência aos chinelos, que deixam os pés arejados. Os sapatos fechados e meias ficam úmidos durante o outono e o inverno e, sem ventilação, proporcionam o crescimento de fungos que causam micose.

9 – Lave as mãos, evite aglomerações e fumaça de cigarro

Mantenha as mãos sempre higienizadas (lave-as com água e sabão e utilize sempre o álcool gel). Isso vai evitar que vírus e bactérias se alojem. Também vai evitar a transmissão, caso você encoste em outra pessoa. Não fique em aglomerações e lugares fechados ou pouco arejados. Eles auxiliam a propagação de doenças.

10 – Soro fisiológico pode ser parceiro

Aplicar soro fisiológico nas narinas ou na região dos olhos hidrata e umidifica e evita irritações.

11 – Mantenha a casa limpa e arejada

No outono e principalmente no inverno é importante deixar frestas das janelas abertas para poder ventilar a casa. Aproveite os dias de sol para isso. O sol e o ar evitam a proliferação de vírus e bactérias. Retire o pó dos móveis e limpe o chão com pano úmido, porque isso evita o levantamento de poeira. Evite carpetes e cortinas no quarto de pessoas alérgicas. Eles favorecem o aparecimento de ácaros.

12 – Cuide das roupas

Antes de colocar cobertores, edredons e casacos em uso, lave-os. Também prefira secar as roupas no sol. Isso evita doenças como rinite alérgica e asma.

13 – Vacine-se

As doenças mais comuns do outono e do inverno são as gripes e os resfriados. Por isso a última das nossas dicas de saúde para esta época do ano é tomar as vacinas. A vacina contra a gripe imuniza a pessoa por cerca de um ano contra a gripe. Há ainda a imunização contra a pneumonia, que protege a pessoa por cerca de cinco anos. A vacinação é ainda mais importante em idosos e crianças.

Dicas de saúde para bebês

14 – Não esqueça de hidratar o bebê

Os bebês podem sentir mais sede no outono e no inverno. Então não esqueça de oferecer água ou, se ele estiver ainda na fase de aleitamento exclusivo, amamente-o com mais frequência.

15 – Carrinho adaptado ao frio

Use protetores de chuva e frio nos carrinhos do bebê. Dê preferência aos que têm aberturas laterais para que o ar possa circular.

16 – Tenha horários para sair de casa

Evite sair de casa com o bebê antes das 10h e depois das 17 horas. Esses são períodos do dia em que as temperaturas estão mais baixas. Proteja a criança do vento e evite sair com ele após o banho.

17 – Evite as roupas de lã

As roupas de algodão são as mais indicadas para o bebê, porque elas não dão alergia nem ressecam a pele, ao contrário de muitas roupinhas de lã. Mantenha a cabeça, os pés e as mãos da criança recém-nascida sempre aquecidos, pois eles perdem calor muito rápido. Cheque regularmente a temperatura do bebê para saber se ele está com muita ou pouca roupa: a temperatura dele deve estar entre 36,5ºC e 37,2ºC. Para dormir, vista um pijama quentinho e cubra o bebê do pescoço para baixo com uma manta.

18 – Evite choque térmico na hora do banho

Antes de levar a criança para o banho, utilize um aquecedor no banheiro ou deixe o vapor do chuveiro tomar conta do ambiente para que não haja um choque térmico entre a pele do bebê e a água. Não deixe a água muito quente, mesmo no inverno, e dê banhos mais curtos nos dias mais frios.

 

cta_rodape