armazenamento correto da água

A água mineral é um produto de origem natural e não passa por processos de tratamento e por isso requer cuidados especiais em sua armazenagem. Dependendo do local onde é armazenada, a água pode ter suas características modificadas.

O armazenamento correto da água começa já na hora do transporte, regido por Resoluções da Anvisa – de 2002 e 2006 – e se estende a todas as etapas da distribuição e armazenamento em comércios e, mais tarde, em residências.

Como fazer o armazenamento correto da água

Pontos de venda e estabelecimentos comerciais:

– O teto dos locais de armazenamento deve ser livre de goteiras e vazamentos para evitar a formação de umidade e bolores.

– O local de armazenagem da água não deve ter incidência de sol, claridade excessiva ou calor nem umidade, pois eles incentivam o desenvolvimento de algas presentes naturalmente na água. O recomendado é que a temperatura do local fique abaixo dos 25ºC. De preferência, armazene o produto em local fechado.

– Não armazene o produto próximo a produtos químicos ou que exalem cheiros fortes.

– Para fazer o armazenamento correto da água, o depósito deve ser limpo, mas sem a utilização de produtos de limpeza que contenham cheiros fortes.

– Os prazos de validade tanto de garrafões de 20 litros quanto da própria água devem ser rigorosamente respeitados.

– As embalagens devem ser colocadas sobre pallets ou estrados limpos e secos e em bom estado de conservação e nunca em contato direto com o piso. O recomendado é estar a uma altura mínima de 45 centímetros do chão e das paredes e a cerca de 60 centímetros dos tetos.

– Ralos internos devem ser evitados para que o armazenamento correto da água seja feito. Se não for possível retirá-los do local, o ideal é optar pelos sifonados e tampados.

– Verificar a rotatividade do produto, consumir primeiro o que chegou primeiro.

higenizacao-de-bebedouros-agua-agua-santa-rita

Em residências:

– Não expor as garrafas e garrafões de água a locais com muita luz solar ou calor, uma vez que isso contribui para o desenvolvimento de algas presentes naturalmente na água.

– Evitar colocar as garrafas de água diretamente no chão ou muito próximas às paredes.

– Os garrafões devem ficar longe do fogão, da passagem de animais e de locais com muita umidade.

Após abertos, os garrafões de água devem ser consumidos preferencialmente em um período de 15 dias.

– Os garrafões de 20 litros de água não devem ser utilizados para outros fins, pois são  embalagens retornáveis

– A proximidade com produtos químicos, combustíveis, gás de cozinha ou com cheiros muito fortes podem alterar as características da água. Por isso, evite estocá-los um perto do outro.

Dicas extras:

– Não é permitido fumar próximo às áreas de armazenagem da água mineral.

– Evitar deixar água em carros fechados debaixo do sol.

– É importante a utilização de capas protetoras nos garrafões, de preferência escuras, para evitar a entrada de luz.

– Retire completamente o lacre e a tampa antes de colocar o garrafão  no bebedouro. Guarde a tampa até o final do consumo.

Esclarecimento

É muito comum o aparecimento de algas (limo) em água mineral, mesmo fechados e lacrados. Isto pode ocorrer basicamente devido à exposição do produto ao calor ou à luminosidade.

As algas são organismos do reino vegetal, presentes naturalmente na microbiótica das águas minerais. São microscópicas, porém, como todo organismo fotossintético, utiliza a luz solar para produzir nutrientes orgânicos e se reproduzir.

Na presença de luz solar inicia-se o processo de fotossíntese e, com ele, a produção de clorofila – responsável pela cor verde das algas. Seu  desenvolvimento pode ser rápido ou lento, dependendo de sua exposição ao sol e ao calor.

Essas algas não são patogênicas, ou seja, não causam doenças ou distúrbios no organismo humano, porém seu aparecimento altera as características organolépticas (cor, brilho, odor e sabor etc.) da água.

CTA_rotulo

 

Categories:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *